Pilates

Se você sofre com dores, tem postura inadequada ou desvios posturais, tem problemas respiratórios,  sente o corpo fraco sem força muscular, sem flexibilidade, sem alongamento, com falta de equilíbrio, falta de agilidade e sem disposição para nada ou mesmo se você tem dificuldades no sono, sente falta de concentração e irritabilidade, tem uma vida sedentária e precisa fazer um exercício corporal de baixo impacto, o PILATES é para você! 

Os resultados você sente rapidamente no seu corpo ao executar suas atividades. Você ganha mais disposição, flexibilidade, desenvoltura nos seus movimentos e ganha por consequência agilidade. Ganha um melhor alinhamento e conscientização postural. Graças ao trabalho de fortalecimento, alongamento da musculatura e flexibilidade articular, as dores no corpo, paulatinamente, vão desaparecendo e seu corpo  se torna mais flexível. Sua respiração melhora, levando mais oxigênio para todo o seu corpo e o oxigênio é o nosso primeiro alimento. Mas não para por aí, os benefícios para a mente também são muitos: mais concentração, foco e controle sobre o  corpo e sentimentos, com consequente redução do estresse e ansiedade. Lembrando que a prática de um exercício bem elaborado, com foco na respiração e na concentração, libera no corpo bioquímicos que geram bem-estar e melhora na qualidade do sono.

Não é milagre, é Pilates! Ele é um método de exercícios com controle muscular criado por Joseph Pilates na década de 1920 e muito utilizado na primeira Guerra Mundial.

Por trabalhar muito bem a respiração, ser uma técnica democrática – já que todas as pessoas podem praticá-la, e ao contrário do que muitos pensam a cada dia mais homens procuram pelo método  –  por  trazer ótimos benefícios para a saúde e não ter impacto, foi adaptada para a fisioterapia e, neste caso, recebe o nome de Pilates Clínico. É importante dizer que somente o  fisioterapeuta aplica o Pilates Clínico, de acordo com a necessidade da patologia do seu paciente.         

O Pilates pode ser aplicado utilizando os aparelhos desenvolvidos pelo próprio criador do método, como também pode ser feito no solo utilizando apenas o peso do próprio corpo e  acessórios como as bolas, as faixas elásticas, os discos flexíveis etc.