Chamois, Suede ou Camurça?

Há algum tempo atrás eles eram sinônimo de inverno. Atualmente, os  tecidos Chamois, Suede e Camurça  podem marcar presença o ano inteiro, principalmente em épocas que estão em alta tendência.  Eles são parecidos ao olhar, mas são diferentes no caimento e no toque, por isso vou explicar de onde vêm cada um.

A camurça é um tecido feito da parte interna do couro do animal, normalmente bois, bezerros, cabras e porcos, ou seja, provém da pele de um bichano. É utilizada a parte interior da pele por ser mais macia e, por isso, é menos resistente do que o couro comum, que provém da parte de cima. Esse é um tecido que requer alguns cuidados, mancha com facilidade e o caimento é mais estruturado. Já no Chamois, o que prevalece é o algodão, há mistura de poliéster nele, recebe lavagem e processos na sua fabricação para ficar com o aspecto do Camurça; seu caimento é mais maleável que o Camurça por prevalecer o algodão na composição. No caso do Suede, o que prevalece na composição é o poliéster,  e por isso ele é muito mais maleável, é resistente e mais barato. É bom saber que os tecidos de poliéster provém do petróleo, difícil de ser degradado na natureza.

À primeira vista, eles são parecidos, ou seja, parecem com o couro, mas como há grande diferença na sua matéria prima, podem ser usados em todas as estações. Os vestidos ficam lindos quando confeccionados com esses tecidos,, muitos com apliques em tachas, franjas e alguns com um leve evasê, porque, justamente, dependendo do tecido que for escolhido,  é possível esse caimento leve e com movimento.

Também são confeccionados com eles, saias, calças, coletes, jaquetas, macacões, shorts, botas, blusas, bolsas e muitos desses de tempos em tempos vem associados às franjas, tá aí um tecido que se harmoniza como nenhum outro com franjas e que marcou presença na época hippie.

Lembre-se: Seja você e deixe o seu melhor ser seu amigo!

Um grande beijo, Vilna.

Fotos: Pinterest.

 

Você também pode me encontrar:

Instagram: http://instagram.com/vilnamoreira

Fanpage: http://www.facebook.com/vilnamoreirablog

Deixe uma resposta